Home

motivo_21_/ PELA IDEIA DE SOCIEDADE_/

Política não é só voto e eleição, política é dia a dia, política é relação social, é comprometimento com as pessoas que vivem em comunidade.
Olá! Chamo-me Rafael de Souza e Mello Coelho da Silva, nascido em Bonsucesso, criado no bairro do Riachuelo e na Tijuca, e hoje morador do Flamengo. Trabalho como Auxiliar Administrativo de uma OS, que administra uma das Clínicas da Família da Prefeitura do Rio de Janeiro, então conheço bem e vejo de perto o mal que está sendo feito na Saúde do Rio e não quero isso para a população!
Mas, além disso, o porquê de fechar com Freixo? Bem, não fecho com Freixo por ele ser ético, estar ao lado das lutas dos movimentos sociais e dos trabalhadores, muito menos pelo seu combate às milícias. Não fecho com ele só por esses motivos, pois isso deveria ser obrigação de qualquer um de nós, ditos cidadãos!
Eu fecho com o Marcelo Freixo, fundamentalmente, pela coragem que ele está tendo de mostrar para todos que política não é só voto e eleição, política é dia a dia, política é relação social, é comprometimento com as pessoas que vivem em comunidade (num sentido amplo). É muito fácil falar que não gostamos de política e só ficarmos reclamando de político e da política. É muito cômodo só ir as urnas e votar de dois em dois anos para que alguém nos represente e exerça o nosso poder.
Muitos dirão, “mas eu tenho a liberdade de escolher o que faço, eu sou livre”! Será que você realmente é livre? Será que é você realmente que decide os rumos de sua vida? Se você estiver numa família rica (e aqui não vai uma crítica a prosperidade) talvez, já que terá garantias de que o que você queira dará certo, e se não der certo você pode escolher qualquer coisa, pois “o seu tá garantido”, aí tudo bem! Agora, se você tem que ralar muito para realizar os seus sonhos e ainda sim eles são ditados conforme oportunidades que lhe são impostas, onde você não tem a “liberdade” de escolha, e se não der certo você está fadado a ser escravo do sistema dominante, cruel e manipulador.
Enfim, disse isso tudo para afirmar que o grande mérito do Freixo e de sua campanha é o resgate da política e da ideia de sociedade. Ele diz uma frase que acho excelente, “Essa campanha, essa eleição, é pedagógica”. É brilhante isso, pois tem a intenção, independente da vitória, de desenvolver três ideais, ao meu ver, que são (1) a luta do povo por suas demandas, ou seja, participação popular; (2) a conscientização política, inserindo esta no cotidiano; e (3) o entendimento do que é a sociedade, onde liberdade é o dever de participar, já que não somos seres isolados e ações e omissões influenciam no outro. Estes três ideais, desenvolvidos, trarão a tão sonhada liberdade! E para mim, Freixo representa o primeiro passo para essa construção, um horizonte de esperança!

”Falo pelos que não falam. Grito pelas bocas mudas. Estou além da mortalha, da mentira e da mordaça. Sou a palavra de todos, o som que incomoda os surdos, (o sangue mais escondido por toda parte se espalha). Sou a testemunha incômoda que vê as coisas ocultas atrás de qualquer muralha. Canto pelos que não sabem que a mais simples das canções é um campo de batalha.” (Canção Inconveniente, Ledo Ivo).
SERVIDOR PÚBLICO, MANGUEIRENSE E FLAMENGUISTA, RAFAEL MELLO É ESTUDANDE DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS NO IFCS/UFRJ E FECHA COM FREIXO POR ACREDITAR NO SONHO DE TER UM RIO MELHOR E MAIS HUMANO.